Um pouco da história do Chico

Com 12 edições realizadas e um público total ao redor de 15.000 pessoas, o Festival Chico tem longevidade e expressão junto à cultura e artes da região norte brasileira. Criado em 1999, até então como um festival universitário, estimulou uma produção de filmes e vídeos contínua, bem como garantiu o amplo acesso do público a esta produção. Até o ano de sua criação é possível registrar somente 4 produções cinematográfica desde a criação do Estado do Tocantins em 1989. Em 2018, quando realizamos a 13a edição, as produções locais já são mais de 120. 

 

No ano de 2001, o Festival assume um novo desafio e se torna um Festival de Cinema nacional, atraindo realizadores de todos o país e destacando-se na rota de festivais de curtas da região. O Festival sempre foi realizado com a congregação de vários esforços, reunindo colaboradores e voluntários, a maioria estudantes, e apoiadores privados, mantendo-se assim até 2006. Á base de esforços coletivos, igualmente, o Chico retoma em 2008 as suas atividades. Em 2010, o festival foi realizado pela primeira vez fora da região central de Palmas, acontecendo no distrito de Taquaruçu, há 40km de Palmas, onde reunião, até então, o maior número de espectadores, quase 1.000 pessoas, e a maior quantidade de filmes inscritos, 159 curtas de todo o país.

A 10ª edição do Chico foi incentivada em 2011, contando com incentivo público para a realização de uma programação de oito dias, sendo organizado por uma equipe contratada profissionalmente e concedendo premiações inéditas. No ano seguinte, a 11ª edição seguiu realizada com incentivo estadual e alcançou recorde de inscrição de filmes e público participante, mais de 6.000 pessoas em Palmas e 13 cidades do interior do Tocantins. Já em 2013, o projeto não foi mais incentivado e a última edição realizada não teve o mesmo alcance. Voltamos em 2018 com o incentivo inédito do Fundo Nacional de Cultura, oferecendo uma programação de cinco dias em Palmas e itinerância em distritos de Palmas, cidades do interior do Tocantins e pontos de exibição alternativa em outros lugares com os quais o Festival estabeleça parceria.

Aos 30 anos de constituição do Tocantins, o Chico representa quase duas décadas de amor ao cinema.